23 de nov de 2010

Eu me lembro...





Eu me lembro! Eu me lembro! – Era pequeno
E brincava na praia; o mar bramia,
E, erguendo o dorso altivo, sacudia,
A branca espuma para o céu sereno.

E eu disse a minha mãe nesse momento:
“Que dura orquestra! Que furor insano!
Que pode haver de maior do que o oceano
Ou que seja mais forte do que o vento?”

Minha mãe a sorrir, olhou pros céus
E respondeu: – Um ser que nós não vemos,
É maior do que o mar que nós tememos,
Mais forte que o tufão, meu filho, é Deus.

"Casimiro de Abreu"


* Sou Marisa Mattos,professora,atuando há 9 anos como Coordenadora Pedagógica na Rede Municipal de Ensino de Araçatuba.Blogueira,pescadora que só conta a verdade...rs...feminina,tia corujíssima e apaixonada pela EDUCAÇÃO.

9 comentários:

AC disse...

Marisa,
O poema de Casimiro de Abreu é de uma beleza e de uma ternura... !

Beijo :)

Wanderley Elian Lima disse...

Adorei rever esse poema, ele faz parte da minha vida. Amei.
Bjux

Lua Nova disse...

Olá, Marisa, minha querida.
Casemiro sempre me encantou com esses versos. Como disse o Wan, ele faz parte da minha vida.
Beijokas.

Laura disse...

Casimiro de Abreu, meu poeta preferido. Que bom vê-lo aqui.

Beijo Marisa

O Profeta disse...

Hoje pensei na loucura das pessoas
Numa criança que pede a ternura e um naco de pão
Na fome de um abraço sem rosto
Na ignorância largada ao meio do chão

Imaginei o que será viver na ausência da razão
Na procura do norte sem Sol e estrelas
Porque é que Deus se distrai às vezes
Porque teima em não querer vê-las?


Doce beijo

Cristina Ramalho disse...

Oi flôr... adorei seu blog!! LINDO!! Obrigada pela sua visita... ;)

• Bruna Matos! disse...

Gostei do novo visu do Blog! ^^
Hum, tô seguindo vc no twitter!
beijos.

Ana Kalil disse...

Gosto muito de Casimiro de Abreu. As poesia dele são ternas, puras, encantadoras...!

Beijos :)

Anônimo disse...

Lovely post afiado. Nunca pensei que fosse fácil. Extolment para você!