24 de jul de 2011

Pré-Conceito...Preconceito...ai...ai...

Tem uma palavrinha que de uns tempos pra cá anda me “pegando” que é o tal preconceito.
Ando com a impressão que esta todo mundo fazendo uma tremenda confusão com seu significado ou então, tem gente dela tirando proveito a fim de solidificar só o que lhe convém ou acredita.
Ando percebendo ainda aqueles que se fazem  de moderninhos, pois lhes cai bem... rs...
Negra, pobre e mulher   que sou, sei muito bem o que é ser rejeitada, ser tratada como ser humano inferior  e de inteligência pequena.Faço parte então, de pelo menos três  das “minorias” ( ops! essa já não é uma palavra preconceituosa?) que sofre PRECONCEITO nesse país...
Intolerância, truculência, discriminação são posturas abomináveis sim.
Pessoas que maltratam e ou desrespeitam o outro por não concordar com seu jeito de ser  são asquerosas mesmo,claro que são.
Mas me ajudem se agora cometo  equívocos, mas a constituição do pais que  defende o direito às diferenças, não defende também o direito de se ter opinião própria? ( desculpem aí meu jeito simplista  de discorrer sobre o assunto).
Percebo todos se policiando em seu jeito de olhar e falar  e parece até que tem gente temendo até pensar... oh dó...
Tem gente se fazendo de “moderna” só pra não ser “taxada” de fora do contexto.
Eu também ando confusa e quando vejo aquele casal gay dando “bafão” aqui na vizinhança corro pra dentro e me protejo entre as paredes do meu lar, afinal, sou professora conhecidíssima aqui no bairro e basta um olhar contrário ao circo aqui armado pronto: to sendo preconceituosa.
Nunca sei o que explicar aos meus sobrinhos  quando as duas moças  lésbicas apaixonadíssimas  ( com quem aliás toda a vizinhança tem um bom relacionamento ) se beijam ali na esquina, pois eu só posso falar se for a favor da opinião que se faz atualmente, caso contrario sou PRECONCEITUOSA.
Ta difícil...
Alguém ai me “dá uma luz?
É que não sou a favor nem contra sabe?
Muito pelo contrário... rs...


* Sou Marisa Mattos,professora,atuando há 9 anos como Coordenadora Pedagógica na Rede Municipal de Ensino de Araçatuba.Blogueira,pescadora que só conta a verdade...rs...feminina,tia corujíssima e apaixonada pela EDUCAÇÃO

16 comentários:

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Preconceito só existe para atrapalhar a vida das pessoas!! Mas que há gente preconceituosa...isso há! Eu amo gente de todas as cores desde que sejam simpáticas, afáveis e educadas!
Mulher amando outra mulher, homem amando outro homem, entendo mas, ainda me faz um pouco de confusão...
Quando chegar à idade de explicar as "coisas" à tua sobrinha, não te preocupes porque...nessa altura, mulher amando um homem e vice versa...farão parte das minorias!!!
Beijocas.
Graça

Marisa Mattos disse...

Beijão Graça...Obrigada por expor tua opinião.BOM DIA!!!

Eduardo Marculino disse...

Parabéns....abraços e muito sucesso.

Ventura Picasso disse...

Pois é Marisa, tá aí:
A questão cultural ghega aos nossos dias desde 1500. Professora pode concordar: A chibata cantava no lombo no índio bêbado e no negro vagabundo? Na época os homosexuais eram doentes mentais - manda pro sanatório e tranca (escândalo) - Hoje, aceitemos ou não, há uma dificuldade para nos colocarmos frente à essa realidade. Mesmo por que, algumas pessoas consideram o sexo, ou a atividade sexual como pecado, algo sujo e proibido.
Bom pra nossa saúde é a convivência com seeres humanos, por fim aceitá-los, sem rótulos.
Bom texto, valeu
bjss

Marisa Mattos disse...

Pois é Picasso...tá complicado...Beijão,obrigada pela visita e pela opinião. tão oportuna.

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Marisa, olha, olhar a gente olha, afinal não são todos os dias que vemos homosexuais se beijando na rua. Mas cada um, cada um. Preconceito começa quando a gente não chama a fulana de gorda e sim de gordinha, de fofinha... Quando a gente não chama uma negra de negra e sim de morena ou dizemos 'aquela moça de cor preta'. Não existe raça preta, existe raça negra, branca, amarela...Não tenho preconceito com judeus, japoneses, negros ou brancos.Todos são iguais. O que existe é o ser humano nas suas diversificações, no seu caráter. E ponto final. Eu só tenho um preconceito: com gente mal educada e agressiva. Isso sim me incomoda. O que vem do ser humano de bom, não tem cor, credo, lingua ou nacionalidade.

Um beijo pra você, amiga.
Tais Luso

Marisa Mattos disse...

Obriga Taís.Sua opiniao sempre tem relevante importância pra mim.

Yolanda Hollaender disse...

Olá, Marisa. Vim prestigiar seu blogue.
No seu texto você comenta que a gente acaba se policiando, para não expor a própria opinião. E é isso mesmo o que acontece...
Percebo, hoje, uma grande inversão de valores. É um vale tudo. Um tal de seguir modelos controversos e polêmicos... Ir contra o que é natural... E isso é ser moderno?!
Defendo que todos são iguais e têm os mesmos direitos. O que não concordo é o caos existente na sociedade moderna. Não há limites para nada... Os jovens ficam desnorteados e cada vez mais sucumbem pela falta de regras e disciplina. O pré-conceito de liberdade fica, assim, comprometido.
Meu abraço,
Yolanda

Marisa Mattos disse...

Exatamente isso Yolanda...voce chegou onde eu queria.Na verdade tudo acontece desregradamente sem critérios e pode-se tudo, e se cá há desrespeito lá quase sempre acontece igual e aí é caos generalizado...

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Realmente o preconceito é muito difícil de abordar com toda a clareza e precisão, até porque há expressões que se utilizam no dia a dia que são preconceituosas, como "que peixeirada!" (preconceito para com os pescadores ou peixeiros)e muitas outras... Sei o que é sentir o preconceito, pois quando vim de Angola (onde nasci) só me chamavam a "retornada". Vou tentando evitar expressões e atitudes preconceituosas, tentando compreender o outro!
Adorei o seu blog! Muito bom mesmo! Bjs

Marisa Mattos disse...

Acredito que o maior problema do preconceito é exatamente o fato da vitima procurarcompreender,relevar...Penso que isso só motiva o preconceituoso,voce nao o acha?Beijos amiga e obrigada pela visita,viu?

Célia disse...

Oi Marisa! Parabéns pela sua coragem. A maioria é sim preconceituosa e se esconde na máscara de moderninhos que assumem a tudo e a todos, quando na realidade a atitude é bem diferente. Um páis constituido pela miscigenação deveria abraçar a tudo e a todos. Mas, na prática, a teoria é outra. Parabéns pelo texto. Abraço, Célia.
http://celiarangel.blogspot.com

Marisa Mattos disse...

Pois é Célia...confesso que há tempos queria discorrer sobre o assunto mas faltava-me coragem pra enfrentar a opinião das pessoas sobre a MINHA opinião...afinal meu texto fala bem isso memso:medo de ser confundida com os PRECONCEITUOSOS.

Cristina Ramalho disse...

Oi Marisa, achei bem interessante o texto do seu post. olha... eu tenho amigos homo que AMO de paixão aqueles meninos, somos amigos como outros qualquer, mas não é preciso que eles dividão a intimidade deles comigo certo...rsrs.... Isso que acho importante DISCRIÇÃO no relacionamente, não precisa ficar em cenas para que todo o mundo veja, isso não é legal, é o que acho flor... bjo,

Lindalva disse...

Olá Marisa vim hoje tuas pegadas em minha Ilha segui o trajeto e me deparei com este mundo mágico e bem elaborado, parabéns pelos textos, já estou a te seguir. beijos no coração, luz e paz!

APENAS PALAVRAS disse...

Eu vim de longe, de tão longe, que somente o teu coração pode alcançar essa distância e este sorriso que o amanhã me pedir para te dar.
Compreendo a tua surpresa diante do que eu te digo. Porém, qual surpresa poderá ser melhor do que o vale encantado que eu trouxe para ti?
Sim, bem sei que a tuas saudades são maiores do que o encontro de todas as tuas melhores circunstâncias. Mas a saudade tem isso de sempre ser maior do que temos no presente. Porque toda saudade é incompleta por si mesma.
Porém... Do que te vale mais recordar do que viver? Mais desejar completar a tua saudade do que preencher os teus dias com novas oportunidades?
Tu me dizes que não as têm? Abraço-te com meu carinho e solidarizo-me contigo...
Eu também vim de longe para me encantar com suas lindas e sábias palavras que alcançaram meu coração.
Obrigada grande poeta. Adorei vir aqui e me deslumbrei com as maravilhas de suas inspiração.Tomei a liberdade em postar este comentário em teu blog... Retribuindo desta forma, de uma maneira carinhosa a sua expressiva visita no meu blog, as quais as têm enriquecido com seus mais refinados comentários... Um bom final de semana!
Um grande abraço! E um carinhoso beijo.... HTTP://www.uanderesuascronicas.blogspot.com