12 de set de 2010

O sol e eu...


Ele sempre me fascinou... mas também sempre me deixou claro o quanto me era impossível aproximar-me
Olhar pra ele nunca pude...era poderoso demais...majestoso demais...lindo demais...quente demais..
Apenas me liberava seus raios pois sabia da hipnose exercida sobre mim...
Um dia consegui desviar meu olhar...e foi aí que ele perdeu a beleza....
Ontem abri minha janela...
Lá no horizonte o avistei...caído...combalido...gelado e sem brilho...
E aí...surpresa:
Desencanei...


* Sou Marisa Mattos,professora,atuando a 9 anos como Coordenadora Pedagógica na Rede Municipal de Ensino de Araçatuba.Blogueira,pescadora que só conta a verdade...rs...feminina,tia corujíssima e apaixonada pela EDUCAÇÃO.

13 comentários:

Zezinha Sousa disse...

Belo texto, querida. Ás vezes idilatramos tanto aquilo que não está ao nosso alcance, um belo dia descobrimos que não vale a pena.
Obrigada pela visita, amei! Bjos!!!!

Luis Eustáquio Soares disse...

texto de destecer o tecer de ser, sendo, no movimento, vir-a-ser.
b
luis de la mancha

Barbie Girl disse...

Minha querida
Vamos participar da blogagem coletiva!!

Funciona assim:
No dia 16/09, quinta agora, você faz uma post aqui no seu blog, sobre o tema amor, pode falar sobre o tema, pode escrever poesia, pode colocar imagens, fique à vontade!!
O importante é falarmos de amor!!

Aí se você participar, me avise para eu te inscrever, que automaticamente você participa do 1º sorteio.
E se você trouxer o selinho para cá e divulgar o selinho participa do 2º sorteio e se tiver entre as top comentaristas participa do 3º sorteio.

E no dia há uma interação legal, viiste os outros participantes e conhecerá gente muito legal!!

Te espero para se inscrever!!! beijos

A.S. disse...

Marisa...

O Sol é fonte de vida! Só pode ser belo!!!


BjO´ss
AL

Tati Pastorello disse...

Oi Marisa querida,
Idolatrias são sempre frustrantes, por que um dia o romantismo cessa, a verdade surge, e nunca é tão poética...
Gostei muito!
Beijos.

Criando e Copiando Sempre disse...

Oi Marisa! Passei pra conhecer o seu cantinho e agradecer a sua visitinha ao meu blog... Fiquei muito feliz com o seu comentário. Volte sempre! Beijos e fique com Deus

Amor feito Poesia disse...

Vem do mar esse gosto de poesia
trazido pelo vento nas areias
a embalar a clara luz do dia...

£uma

Beijos poéticos neste dia! M@ria

Lis. disse...

Olá Marisa...

Grato pela visita e pelo elogio, seja sempre bem vinda ao metamorfose.

E por falar em metamorfoses, parece que a própria vida é assim mesmo, uma grande metamorfose.

Basta ver as ações do sol, da terra, das estações climáticas, dos lugares diferentes vistos ao sairmos do nosso lugar comum.

Eu nunca vejo o sol da mesma forma, parece que ele sempre está diferente, dependendo do meu humor de como o vejo.

Mas, ele estará sempre lá, como os nossos amigos verdadeiros, sempre presentes, embora não apareçam todos os dias.

E Deus também é assim, está sempre presente em nossas vidas, porque incondicionalmente nos ama.

Boa semana...

Lis.

Lis. disse...

Bom dia!

Fico feliz que tenha gostado do comentário.
E passo a te seguir.

Lis.

Simône Silva disse...

Obrigada pela visita, é muito gratificante ser visitada por pessoas que não sabemos quem são, porém podemos um dia conhecer...
Marisa, grata pela visita, Ameu seu texto e o sol, é divino...

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

Nossa! hoje " andei" pelo seu blog.
Muito chique. Parei mais nas crônicas do Rumen Alves, de quem sou fã de carteirinha. Parodiando o sEu texto sobre o sól, na literatura ele é o meu. Serei assiduo visitante, doravante. Parabéns pelo talento.
Post scriptum : Todos têm sorriso bonito...ninguém tem um como o seu.

Tati Pastorello disse...

Oi Marisa querida,
Idolatrias são sempre frustrantes, por que um dia o romantismo cessa, a verdade surge, e nunca é tão poética...
Gostei muito!
Beijos.

Simône Silva disse...

Oi, boa noite, adorei o novo jeito que vc fez o seu blog...
Ei vamos combinar de comer o peixe do Pão de açúcar, pq pescar não iremos tão cedo devido tantas chuvas....